Outubro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
15
17
18
19
20
22
25
26
27
29
31
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
arquivos
2014
2013
2012
2011
2010
2009
Posts mais comentados
30
Out
09

1.     Faça um lanche saudável antes da festa, assim evitará comer tudo o que vê pela frente, mesmo sem estar com muita vontade. 
2. Preste atenção no que está a comer ou a beber, pois com a animação, geralmente perdemos a noção do que comemos, assim irá ter mais controle do que come na festa e principalmente irá sentir-se satisfeito com o que come.
3. Tenha prazer com cada escolha, saboreie deliciosamente, e não fique a pensar na próxima porção que será servida.
4. O mais importante é concentrar-se no que consumiu, e não ficar a pensar no que não consumiu.
5. Não faça da comida a principal atracção da festa. Divirta-se! Desvie o seu foco da comida conhecendo pessoas novas, dançando e conversando.
6. Se sentiu que comeu muito na festa, não inicie um jejum e nem se comece a culpabilizar. A alimentação saudável não se resume a uma refeição mas sim a escolhas saudáveis durante todas as refeições e ao longo dos anos .

Fonte: ABESO
publicado por Drª Catarina Cunha às 16:15
|  O que é? | favorito

 
75% dos Portugueses são cronicamente desidratados .

Em  37% dos portugueses, o mecanismo da sede é tão fraco que é muitas vezes confundido pelo da fome.
 
A falta de hidratação pode promover um decréscimo do metabolismo até 3% .
 
Um copo de água inibiu a fome para a maioria das pessoas que participaram no estudo U- Washington .
 
Falta de água pode ser o factor número 1 da fadiga diária.
 
Um decréscimo de 2% de água no organismo pode levar a um “bloqueio” da memória a curto prazo, problemas básicos de matemática e dificuldade na concentração.
 
Se beber 5 copos de água por dia pode diminuir até 45% o risco de cancro no cólon e bexiga.
publicado por Drª Catarina Cunha às 15:28
|  O que é? | favorito

 

O chá verde contém muitos nutrientes benéficos e compostos, um exemplo é o antioxidante.
Segundo estudos científicos o chá contribui para:
- Prevenção do envelhecimento e efeito benéfico global sobre a saúde geral de uma pessoa;
 - Combate a aterosclerose;
- Ajuda a baixar o colesterol total e aumenta o HDL ( bom colesterol);
- Previne certos cancros como o dos rins, cólon, mama, esófago, pulmões, pâncreas, próstata entre outros;
- Ajuda a regular os níveis de açúcar no sangue ( no caso dos diabéticos) e previne o aparecimento da Diabetes.
 - Um estudo em homens confirmou que a ingestão de chá verde , estavam menos sujeitos a desenvolver doenças do fígado.
- Perda de peso, pois ajuda a eliminar gordura.
Fonte:
http://www.umm.edu/altmed/articles/green-tea-000255.htm#Precautions
publicado por Drª Catarina Cunha às 14:48
|  O que é? | favorito
28
Out
09

 

Onde está a gordura?
A localização da gordura no corpo está directamente relacionada com os factores de risco de certas doenças. Pessoas com excesso de gordura abdominal estão muito mais susceptíveis a doenças crónicas tais como doenças cardiovasculares e diabetes tipo 2- ambas relacionadas com a síndrome metabólico.
Essa gordura é acumulada no fígado que por sua vez aumenta a resistência da insulina, aumentando a sua relação com a diabetes tipo 2 .
Apresenta uma grande relação entre essa gordura e um decréscimo cognitivo, como por exemplo Alzheimer e outras doenças degenerativas.  
A gordura abdominal não se trata de um problema só de adultos – novos estudos estabeleceram uma relação entre a distribuição de gordura e jovens adolescentes.
Médicos responsáveis têm feito medidas abdominais nas consultas de rotina em prol de identificarem factores de risco, mas ainda há muito a ser feito… a começar por si.
Para leitura:
 24. Haffner SM. Abdominal adiposity and cardiometabolic risk: do we have all the answers? Am J Med. 2007 Sep;120(9 Suppl 1):S10-6.
25. Despres JP, Lemieux I. Abdominal obesity and metabolic syndrome. Nature. 2006 Dec 14;444(7121):881-7.
26. Bergman RN, Kim SP, Hsu IR, et al. Abdominal obesity: role in the pathophysiology of metabolic disease and cardiovascular risk. Am J Med. 2007 Feb;120(2 Suppl 1):S3-S8.
27. Whitmer RA. The epidemiology of adiposity and dementia. Curr Alzheimer Res. 2007 Apr;4(2):117-22.
28. Lee CD, Jacobs DR Jr, Schreiner PJ, Iribarren C, Hankinson A. Abdominal obesity and coronary artery calcification in young adults: the Coronary Artery Risk Development in Young Adults (CARDIA) Study. Am J Clin Nutr. 2007 Jul;86(1):48-54.
29. Botton J, Heude B, Kettaneh A, et al. Cardiovascular risk factor levels and their relationships with overweight and fat distribution in children: the Fleurbaix Laventie Ville Santé II study. Metabolism. 2007 May;56(5):614-22.
30. Connelly PW, Hanley AJ, Harris SB, Hegele RA, Zinman B. Relation of waist circumference and glycemic status to C-reactive protein in the Sandy Lake Oji-Cree. Int.J Obes Relat Metab Disord. 2003 Mar;27(3):347-54.
31. Arslan U, Türkoğlu S, Balcioğlu S, Tavil Y, Karakan T, Cengel A. Association between nonalcoholic fatty liver disease and coronary artery disease. Coron Artery Dis2007 Sep;18(6):433-6.
32. Ruhl CE, Everhart JE. Determinants of the association of overweight with elevated serum alanine aminotransferase activity in the United States. Gastroenterology. 2003 Jan;124(1):71-9.
33. Vozarova B, Stefan N, Lindsay RS, et al. High alanine aminotransferase is associated with decreased hepatic insulin sensitivity and predicts the development of type 2 diabetes. Diabetes. 2002 Jun;51(6):1889-95.
publicado por Drª Catarina Cunha às 12:43
|  O que é? | favorito
24
Out
09

 


Crianças que comem doces e chocolates todos os dias estão mais sujeitas a serem violentas quando chegarem á fase mais adultas.

 

 Um estudo que envolveu 17,500 pessoas foi o primeiro a fazer a relação entre a alimentação que tinham durante a infância e o grau de violência em adultos.

 Verificou-se que, pessoas que comiam doces diariamente com 10 anos eram

significativamente mais capazes de cometerem um crime violento na idade dos 34 anos.

Leia mais em: 

http://articles.mercola.com/sites/articles/archive/2009/10/24/Daily-Candy-in-Childhood-Linked-to-Violence-in-Adulthood.aspx

 

 

publicado por Drª Catarina Cunha às 10:43
|  O que é? | favorito
23
Out
09

 

Podem estar a questionar-se o porquê de uma nutricionista falar sobre dentes saudáveis..razão esta , e muito simples, porque hoje em dia existe um elevado número de crianças com necessidade de usar aparelho por terem os dentes tortos e isto dever-se em muitos casos devido a uma má alimentação.
É um facto que hoje em dia uma grande percentagem das nossas crianças ingerem alimentos já quase que triturados senão triturados por completo.
Senão vejamos: Há uns bons anos atrás as crianças comiam frutas, vegetais crus, cerais integrais e grãos mais duros que necessitavam obrigatoriamente de uma boa mastigação. A mandíbula era assim exercitada e o crescimento dos músculos da face, assim como dos dentes tinham um crescimento saudável.
Assim que a indústria começou a apresentar alimentos refinados, carregados de açúcares e a maioria deles de facílima mastigação os problemas de dentição também começaram a subir em flecha. Começou a haver um maior consumo de pão branco, arroz branco, cerais de rápida mastigação e cheios de açúcar, fruta já triturada de fácil ingestão, alimentos muito cozidos e macios entre muitos outros.
Ora é claro, que para nós (mulheres principalmente) que andamos sempre atarefadas com o nosso trabalho entre outros milhares de encargos é muito mais fácil e prático darmos às nossas crianças “ alimentos” que nos facilitem a vida e que as deixem todas satisfeitas sem fazerem birra. Acontece que ao procedermos assim só estaremos a contribuir para uma má nutrição e desenvolvimento das mesmas!
Começou-se rapidamente a trocar a fruta pelo iogurte, pudim e até pela gelatina…
A mãe com pena que o filho não goste da casca da maçã ou da pêra por esta ser rija para os seus dentes começa a tirar a casca e a dar ao seu mais que tudo fruta descascada, esquecendo-se que o que deitou fora era o principal da fruta…O problema é que por vezes as mães tanto se preocupam que o filhote acabe mas é a sopa ou a papa que demoras horas infinitas a comer que lhes acaba por passar ao lado factores essenciais para o seu crescimento.
E que tal um bife? Naaa .. um hambúrguer é bem melhor e é bem mais fácil de mastigar !! A criança começa assim um estilo de vida pouco saudável em todos os níveis. .. e um deles é a preguiça para mastigar!
Assim que a criança começa a ter dentes todos os pais deveriam “perder tempo” a incentivarem os filhos a mastigarem novos alimentos e não recorrerem sempre a sopas toda passada, frutas trituradas com a varinha mágica…
Há que os persuadir com alimentos do tipo: fruta com casca, oleaginosas (amêndoas, nozes, caju, castanha do maranhão), flocos de aveia, quinoa, vegetais crus (cenoura, alface, tomate…), legumes ( grão –de-bico, lentilhas, feijão..), carne e peixe.
 
publicado por Drª Catarina Cunha às 17:03
|  O que é? | favorito

 

 
              Já alguma vez experimentou quinoa?
A quinoa é um alimento proveniente dos Andes e cultivado na Bolívia. È considerado um alimento sagrado para os Incas há mais de 8 mil anos.
O que tem de diferente este alimento em relação ao arroz por exemplo? O facto de os seus grãos possuírem proteína de alto valor biológico faz com o nosso organismo tire o maior proveito dos mesmos. Os grãos são especialmente ricos no aminoácido lisina , essencial  e com funções chaves de desenvolvimento celular e crescimento do organismo, mas não muito abundante no reino vegetal. A quinoa em relação a outros de cereais é também destacada por ser altamente rica em fibras, ferro, cálcio e vitaminas.
Outro ponto positivo em relação á quinoa é o facto de ela não ter glúten, o que é excelente para pessoas celíacas , podendo ser utilizada em diversos usos culinários. Em Portugal pode ser facilmente adquirida em quase todos os hipermercados, lojas de produtos naturais entre outros.
Notas: é importante lavar muito bem os grãos antes de cozinhar.
Pode consultar o seu valor nutricional em:
http://www.whfoods.com/genpage.php?tname=nutrientprofile&dbid=143
publicado por Drª Catarina Cunha às 16:04
|  O que é? | favorito

A batata Yacon tem de nome científico Polymnia sonchifolia e é conhecida como a batata “diet” ou polínia. Trata-se de uma planta herbácea oriunda dos Andes e cultivada na Colômbia, Equador e Perú.

Este tipo de raíz prefere solos aerados, soltos, areno-argilosos e com pH a rondar os 6.
Apresenta um sabor a pêra e melão, e a sua aparência é similar á da batata doce. O yacon está considerado como um nutraceutico após vários estudos terem comprovado a sua eficácia na diminuição dos níveis de açúcar no sangue.
Possuidor de um amido diferente, a inulina, que não é digerível, faz com que chegando ao intestino seja fermentada aumentando assim a flora intestinal diminuindo por conseguinte bactérias prejudiciais ao nosso organismo. Por essa razão é que a inulina é considerada um prebiótico para além de ser fibra solúvel. Todos estes factores contribuem para uma maior equilíbrio dos níveis de glicose no sangue retardando assim a ingestão dos hidratos de carbono e prolongando a saciedade.
As surpresas não ficam por aqui…
O yacon possui nas suas raízes substâncias antioxidantes, citotoxicas, analgésicas, hepatoprotectoras e o aminoácido L-triptofano. Tudo isto boas razões para o incentivo ao seu consumo.
Quanto ao seu consumo…
A melhor maneira para comer esta “batata” é da maneira  in natura .
Uma vez que é rica em antioxidantes, uma vez exposta ao ar, esta oxida facilmente ( escurece).
Experimente e verá!
Informe-se mais em:

 

http://www.qmc.ufsc.br/qmcweb/artigos/colaboracoes/batata_yacon.html

http://bibtede.ufla.br/tde_busca/processaPesquisa.php?listaDetalhes%5B%5D=1166&processar=Processar

 

 

 

 

publicado por Drª Catarina Cunha às 15:18
|  O que é? | favorito

 

A homocísteina é um aminoácido  essencial derivado da metionina que serve para a síntese das proteínas e que se converte posteriormente em cistationa.
Actualmente é considerado um dos piores culpados para doenças cardiovasculares.
Pior do que factores de ordem genética temos estilos de vida que aumentam significativamente a homocisteína, tais como, fumo, sedentarismo, obesidade, hipertensão, stress e uma má nutrição que levam a um aumento do colesterol no sangue ( hipercolesterolemia).
O aumento do colesterol “mau” LDL contribui para uma maior obstrução das artérias que por sua vez se torna a pessoa mais susceptível á arteriosclerose ou possível enfarto.
No entanto, é preciso esclarecer o seguinte: a pessoa estará mais facilmente sujeita a uma lesão cardíaca se tiver os níveis de homocisteína mais elevados que o colesterol , do que necessariamente  ao contrário ( os valores do colesterol mais elevados e a homocisteína normal).
Uma suplementação em vitamina B12 e B6 assim como em ácido fólico é vital para regular os valores da homocisteína.
Por isso, tente seguir uma alimentação saudável  para que consiga prevenir a acumulação de homocisteína no seu organismo evitando assim a oxidação do colesterol.
Não se esqueça de pedir ao seu médico, na próxima vez que lá for, para lhe passar nas suas análises de rotina os níveis de homocisteína!
 
 
publicado por Drª Catarina Cunha às 11:37
|  O que é? | favorito
21
Out
09

Cálcio como factor milagroso para a cura da osteoporose! Pois é ,não passa de mera publicidade esta ideia de que o nosso osso tem como principal componente o cálcio. Isto é errado!

Primeiro porque os nossos ossos têm na sua composição mais uns 11 minerais (  boro, crómio, enxofre, ferro, flúor, fósforo, magnésio, manganésio, potássio, selénio, silício, e zinco) para além do cálcio. Segundo, para que esse osso seja eficientemente mineralizado é necessario proteína para a formação do mesmo. Para além disso,a  vitamina K2( presente em vegetais de folha verde escura) assim como a  vitamina D ( sol como principal fonte) são também cruciais para uma boa manutenção da massa óssea. 

Quanto a fontes alimentares de cálcio...podem perfeitamente  ingerir cálcio de alimentos tais como bróculos, a nossa famosa couve galega , oleaginosas (amendoas) entre outros.. e como já devem ter uma ideia, raramente ingerimos elevadas quantidades deste tipo de alimentos ao contrário do leite de pacote, que escorrega facilmente pela garganta . Há que ter em atenção que cálcio em excesso no nosso organismo não é bom uma vez que se pode vir a depositar-se nas artérias .

Para quem não gosta de leite ficam aqui algumas boas noticas, pois não precisa do leite para obter calcio, para os mais fanáticos a minha recomendação será: moderação no consumo do leite e variar mais na alimentação.

 

 

 

 

 

 

 Fonte da imagem : http://www.camararafard.sp.gov.br/noticias/integra.php?cod=513

publicado por Drª Catarina Cunha às 10:56
|  O que é? | favorito
16
Out
09
Foi hoje publicado hoje no Jornal Publico o seguinte artigo:

Rapazes entre os seis e os dez anos têm mais excesso de peso que raparigas 

Os rapazes portugueses entre os seis e os dez anos têm maior prevalência de excesso de peso do que as raparigas, em especial nos Açores, zona do país que regista níveis mais elevados de pré-obesidade.

Este é um dos dados dos resultados nacionais do estudo COSI (Childhood Obesity Surveillance Initiative), da Organização Mundial da Saúde, realizado pelos nutricionistas João Breda e Ana Rito, que será apresentado hoje numa conferência alusiva ao Dia Mundial da Alimentação.

A coordenação do Childhood Obesity Surveillance Initiative, o primeiro sistema europeu de vigilância nutricional infantil, está a ser feita por Portugal.

O COSI-Portugal avaliou 3847 crianças do 1ºciclo do ensino básico de 185 escolas, pelo que, explicou à Lusa a nutricionista Ana Rito, constitui uma amostra nacional representativa.

Segundo a nutricionista, a implementação deste sistema de vigilância - "simples, padronizado, harmonizado e sustentável" - é uma medida importante para corrigir as lacunas em obter informação sobre o estado nutricional e os instrumentos de avaliação e monitorização da prevalência de obesidade em crianças, permitindo também identificar grupos em risco.

Por outro lado, disse, pode ainda ser consolidado com outros protocolos para avaliar o impacto de intervenções de prevenção da obesidade no âmbito escolar.

O sistema de vigilância tem como principal objectivo criar uma rede de informação sistemática a cada dois anos, comparável entre os países da Europa, sobre as características do estado nutricional infantil de crianças dos 06 aos 10 anos.

No primeiro ano de avaliação (2008/2009) participaram 13 países dos 22 que integram esta iniciativa.

Em Portugal, este projecto foi articulado com as administrações regionais de saúde do Norte, Centro, Lisboa e Vale do Tejo, Algarve e Alentejo e com as direcções regionais de saúde dos Açores e da Madeira.

Os resultados mostraram uma distribuição por género e por média de idades idêntica entre rapazes e raparigas (7,5 anos).

Os rapazes eram, em média, mais altos e mais pesados do que as raparigas: a média da estatura nas raparigas é de 122,4 cm e de 124,3 nos rapazes e o peso de 26,6 kg nas raparigas e de 27,3 kg nos rapazes.

A prevalência de pré-obesidade foi de 18,1 por cento e de obesidade de 13,9 por cento, o que, explicou Ana Rito, soma uma prevalência de 32 por cento de excesso de peso.

O excesso de peso foi maior nos rapazes (32,9 por cento) do que nas raparigas (31,0 por cento).

Embora não tenham sido produzidos dados de amostras regionais representativas, o estudo revela que a região que mostrou maior prevalência de pré-obesidade e obesidade foi a dos Açores (21,7 por cento para os rapazes e 20,7 por cento para as raparigas).

Em oposição, a região que mostrou menor prevalência de pré-obesidade e obesidade foi o Algarve (10,7 por cento nos rapazes e 6,8 por cento nas raparigas).

As crianças foram avaliadas através de parâmetros antropométricos (peso e estatura) por 74 examinadores, que receberam o mesmo treino de uniformização e qualidade de procedimentos. Foram ainda aplicados dois questionários com variáveis relativas à família e ao ambiente escolar.

Fonte:Jornal Publico em 16/10/09

 

publicado por Drª Catarina Cunha às 14:14
|  O que é? | favorito

 Hoje Dia Mundial da Alimentação gostava de deixar um alerta para que as pessoas comecem cada vez mais cedo a terem consciência dos alimentos que ingerem.

Portugal é um dos países onde a obesidade infantil cresceu a olhos vistos , e se medidas preventivas não começarem a ser introduzidas com firmeza pelos técnicos de saúde e pelas próprias pessoas, teremos, mais brevemente do que pensam, metade da nossa população obesa. Queria lembrar que as doenças mais associadas á obesidade são a diabetes, hipertensão, doenças cardiovasculares , cancros, depressão entre muitas outras..

As frutas e os vegetais são alimentos riquíssimos em vitaminas, minerais, água  e antioxidantes vitais para a prevenção destas mesmas doenças assim como para um fortalecimentos do nosso sistema imunitário. Nunca é demais relembrar !

Não deixem para amanhã o que já podem começar hoje mesmo.

Tratem bem do vosso corpo que ele vos agradecerá 

 

Para celebrar este Dia da Alimentação haverão avaliações corporais gratuitas no ginásio Maxwoman em Famalicão ( em frente ao Pingo Doce Novo) por isso desafio-vos a passarem por lá !

  

publicado por Drª Catarina Cunha às 09:36
|  O que é? | favorito
14
Out
09

 

Por vezes ,a cozedura de certos alimentos causa a perda de certas vitaminas e minerais, mas no caso do tomate o facto de ser cozinhado torna-o bem mais rico.

O tomate contém licopeno, um excelente antioxidante capaz de prevenir cancros tais como da mama, próstata, colon entre outros. 

O facto de ser cozinhado faz com "rompa" as membranas das células e liberte o licopeno , ficando assim com maior capacidade de ser absorvido no organismo.

O tomate é rico em licopeno (fitoquímico), vitaminas A, C, B9 (ácido fólico) e em minerais, como potássio, cálcio e fósforo. Também contém zinco, cobalto, boro, flúor, bromo e iodo.

Mas, é claro que poderá/deverá continuar a ingerir o tomate cru pois este é rico em vitaminas, fibras e minerais!

 

 

 

 

publicado por Drª Catarina Cunha às 16:40
|  O que é? | favorito

Recentemente foi publicado , a 12 de Outubro, no Diário da Republica o Regulamento do Regime de Fruta Escolar que visa fornecer aos  jovens do 1º ciclo fruta e horticulas gratuitamente pelo menos 2 vezes por semana.

 

 

 

Assim, a presente portaria, em complementaridade com a Estratégia Nacional do Regime de Fruta Escolar, propõe-se contribuir para a promoção de hábitos de consumo de alimentos benéficos para a saúde das populações mais jovens e para a redução dos custos sociais e económicos associados a regimes alimentares menos saudáveis.

Prevê -se, no ano de arranque do RFE, uma disponibilidade orçamental inicial, entre fundos nacionais e da União Europeia, suficientes para a disponibilização dos produtos

pelo menos duas vezes por semana à população escolar abrangida.

O Regulamento do Regime de Fruta Escolar (RFE), lança mão de um processo de coordenação da actuação da administração central, através dos Ministérios da Agricultura, do Desenvolvimento Rural e das Pescas, da Saúde e da Educação e dos municípios. O RFE propõe- se, anualmente, avaliar as necessidades, disponibilizar os produtos, monitorizar e, quinquenalmente, avaliar o programa. Paralelamente, dispõe sobre medidas de acompanhamento destinadas a facilitar a introdução dos novos hábitos. Define ainda os termos da concretização das obrigações de controlo e comunicação fixadas pela União Europeia e pelo Estado Português para a utilização desta iniciativa.

 

 Para ler mais sobre o artigo publicado vá ao Diário da Republica :

http://www.google.pt/search?q=Di%C3%A1rio+da+Rep%C3%BAblica,+1.%C2%AA+s%C3%A9rie+,+N.%C2%BA+197,12+de+Outubro+de+2009&pov=101452326265012463717&usg=__EZ34l0FPmMVsDQp4Jl-TF0qyLQU=&hl=pt-PT

publicado por Drª Catarina Cunha às 15:57
|  O que é? | favorito
10
Out
09

 

Hoje, vou falar sobre um tópico que poucas pessoas sabem em relação á vitamina D(3).

Antes de mais, é importante compreender  que a vitamina D(3) é uma hormona esteróide, em forma de óleo.  As pessoas adquirem vitamina D (3) através do sol, comida e suplementação. É necessário ter uma grande ingestão de peixe para que haja uma prevenção na deficiência da vitamina D (3). Para que haja uma formação de vitamina D é necessário apanharmos sol entre as 12 e 16h, uma vez que é quando aparecem os raios UVB.

E agora perguntam, e quanto tempo é necessário? Basta estarmos uns 20 minutos com as pernas e braços ao sol (com creme protector no peito e rosto) para conseguirmos adquirir cerca de 100 000 UI para posteriormente produzirmos vitamina D. Os raios UVB não penetram na pele e dão uma ligeira sensação de ardor, enquanto os UVA não nos proporcionam essa sensação mas em contrapartida penetram fundo na nossa pele e causam futuros melanomas. Quando os UVB penetram na pele convertem-se em 7- dehidrocolesterol . Este, por sua vez converte-se em pré vitamina D e finalmente em vitamina D3.

 

Agora vem o problema… A vitamina D não é imediatamente absorvida na pele, e isso pode levar até 2 dias! E caso lave o seu corpo com sabonete sólido ou liquido a vitamina D é eliminada e por sua vez os seus benefícios também. A chave então será lavar-se com sabonete (seja liquido ou não) só nas partes íntimas e debaixo dos braços .. E assim conseguirá absorver bem a vitamina D no seu organismo.

Desta não esperava pois não?

 

Ah e já agora, ponham-me esses velhinhos a apanhar sol, por favor(principalmente nos lares)! Não os deixem de maneira alguma dentro de casa quando temos dias fantasticos de sol.

 

Para leitura:

http://wildhorse.insinc.com/directms13oct2005/

Sunlight and vitamin D for bone health and prevention of Autoimmune diseases, cancers, and cardiovascular disease1–4 Michael F Holick.

 

 
 
publicado por Drª Catarina Cunha às 16:00
|  O que é? | favorito

 

Peço desculpa pelas letras minusculas mas infelizmente não consegui melhor.

Por isso , já sabem, dia 16 de Outubro vou fazer medições corporais gratuitas num ginásio feminino ( Maxwoman, em Vila Nova Famalicão) entre as 19h e as 21h. Se estiverem interessadas(os) apareçam!

Marcações: 252331820

 

publicado por Drª Catarina Cunha às 11:57
|  O que é? | favorito
07
Out
09

Intolerancias alimentares e alergias..diferença? Sim e eu vou-lhe explicar qual.

 

Uma intolerancia alimentar consiste em sintomas indesejados após a ingestão de um determinado alimento.Quando o  aparelho digestivo não consegue tolerar um alimento em especifico o resultado é uma perturbação gastrointestinal, gases, diarreiras, cólicas,entre outros.

Na alergia alimentar há envolvimento do sistema imunológico( ao contrário da intolerancia alimentar), que reage de forma exagerada quando entra em contato com alguma proteína considerada estranha e prejudicial ao organismo.

 

Tenho tido imensos pacientes que estavam longe de imaginarem que as sucessivas dores abdominais, prisão de ventre, cólicas , diarreiras entres outros  que apresentavam eram derivadas de intolerancia a um ou mais alimentos.

 

Para determinar alergias há testes próprios para o efeito ( desde testes cutaneos, determinações sanguineas de IgE especifica... )  assim como para a detecção de intolerancias ( A200, york test..). 

 

http://www.endoclab.pt/Analises/Analises.aspx?MVID=211&AID=I  

entre nesta link e saiba como fazer o teste A200 ( Intolerancias alimentares)

 

 

Esteja atento(a) e consulte o seu médico ou nutricionista para mais aconselhamento.

 

Cuide de si!

publicado por Drª Catarina Cunha às 11:24
|  O que é? | favorito
03
Out
09

 Desde de que exerço nutrição nunca recomendei soja aos meus pacientes. E se são intolerantes ao leite ( outro tópico de que irei falar brevemente), há alternativas ao leite de soja ,ok? Graças ao Dr Romariz ( médico especialista em antiaging) e a algumas looongas pesquisas minhas  .. , cheguei á conclusão de que realmente a soja não nos traz qualquer tipo de benefícios. Senão vejam só,esta contem fitatos, alergênicos , inibidores de protease, genisteína, goitrogênicos ( causadores de bócio , ou papo) , pelo menos já me parecem boas razões para que as pessoas  a comecem a minimizar ou evitar o seu consumo. Leiam algumas destas links para entenderem melhor o porquê:


http://www.tamaramazaracki.med.br/noticias.htm ( em :soja o alimento "perfeito"?)


http://www.westonaprice.org/mythstruths/mtsoy.html
 
http://www.soyonlineservice.co.nz/articles/male_fertility.htm

http://firstwatch.jwatch.org/cgi/content/full/2008/725/2

Aguardo comentários 

Um fim de semana cheio de saúde!

publicado por Drª Catarina Cunha às 11:47
|  O que é? | favorito
01
Out
09

 

ALIMENTOS ORGANICOS COM MESMO VALOR NUTRICIONAL QUE OS CONVENCIONAIS
Foi recentemente publicado no American Journal of Clinical Nutrition que os alimentos orgânicos possuíam o mesmo valor nutricional que os de cultivo convencional. E esta hein? Surpreendido(a)? Pois é… por pesquisadores da Escola de Higiene e Medicina Tropical de Londres
A comparação dos alimentos não incluía pesticidas nem impacto ambiental. Isto não quer dizer que quem já compra alimentos orgânicos o vá deixar de fazer !! Pois deixará, no fundo de passar a mensagem que é importante preservar o nosso meio ambiente. Infelizmente, em vários países de todo o mundo, incluindo a Inglaterra, devido á recessão, o mercado de venda de alimentos orgânicos caiu um pouco.
Para aquelas pessoas com menos possibilidades e com muitas bocas para alimentar, podem-se então sentir mais confiantes em poderem proporcionar alimentos convencionais de boa qualidade, uma vez que o valor nutricional é basicamente o mesmo que os de origem orgânica.
A preservação dos alimentos pós compra também é muito importante, pois é durante essa fase que há uma maior ou menor perda de nutrientes. O mais aconselhado é consumir os alimentos logo que adquiridos para tirar o maior partido nutricional deles.
Fonte: http://www.jwatch.org/cgi/collection/nutrition-obesity
publicado por Drª Catarina Cunha às 15:55
|  O que é? | favorito

 

A candidíase é uma infecção causada por um fungus chamado cândida. Quando presente no nosso organismo esta não representa grandes problemas a menos que haja um elevado crescimento desse fungus.

Factores tais como, uso excessivo de antibióticos, gravidez, diabetes, infecções, um sistema imunológico baixo, medicamentos como anticoncepcionais e corticóides, roupas íntimas inadequadas, desequilíbrios intestinais e consumo excessivo de açúcares refinados favorecem o crescimento do fungus cândida.
A candidíase pode ser extremamente incómoda ao ponto de causar na mulher um ardor vulvar e vaginal , especialmente após as relações sexuais , e está associada a uma excreção de um corrimento esbranquiçado muito similar a  leite coalhado.
Para além de todas estas causas anteriores, é fundamental que a mulher evite fazer duches vaginais para que não haja um enfraquecimento da flora vaginal. É vital que faça lavagens frequentes com um líquido de higiene íntima até que se sinta melhor, e que o faça também durante os dias do período menstrual. Uma boa higiene íntima é crucial para que este fungus não se multiplique!

Na alimentação, o açúcar é o principal inimigo do nosso bem estar geral, e neste caso em particular destaca-se como o combustível da Candida albicans, por isso é estritamente recomendado retirar doces, sumos de fruta, mel , excesso de batata, arroz, massa e pão a fim de minimizar o problema e prevenir a recorrência da infecção. O alto consumo de lacticínios, alimentos fermentados ou com fungus também ajudam a promover o crescimento da candida.

É recomendado o uso de probióticos durante e após o tratamento para ajudar a fortalecer o sistema imunitário e prevenir alguma recaída.
Próbióticos , porquê?

Os probióticos são microorganismos que, quando ingeridos ajudam o nosso tracto intestinal e aumentar as suas bactérias benéficas para a nossa saúde.   Os probióticos mais utilizados no fabrico de iogurtes, medicamentos, leites etc são o Bifidobacterium e o Lactobacillus acidophillus. Estes actuam produzindo compostos antimicrobianos e antibacterianos que contribuem para o nosso bem-estar.

Há próbióticos á venda em farmácias que podem ser utilizados como suplementos alimentares. Eu particularmente recomendo muito a toma do BIOGAIA ( 5 gotas em jejum) durante pelo menos 1 mês.
Por isso, o primeiro passo a ser dado se começar a ter sintomas de candidíase é consultar um(a) ginecologista e sem qualquer tipo de preconceitos falar sobre os sintomas que apresenta. O médico deve avaliar  o seu caso e explicar-lhe qual o melhor tratamento a ter. Ah, e nunca saia do gabinete sem estar completamente explícita de como vai fazer o tratamento!
 
Cuide de si!
 
publicado por Drª Catarina Cunha às 11:18
|  O que é? | favorito
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
https://yaconportugal.com/
BoasOnde posso comprar a batata yacon em Portugal?...
Gostei muito do artigo porque fala do impacto da a...
excelente artigo! muito obrigado, todos estamos su...
Como ninguém comenta... Eu concordo plenamente. Ma...
blogs SAPO